A transferência de funcionários cedidos pela prefeitura à APAE prejudicará alunos em Araioses município do Maranhão

Dizem os pessimistas que “nada é tão ruim que não possa piorar” e parece que esse é o legado do Governo Cristino Gonçalves em Araioses-MA.

Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Araioses é um modelo a ser seguido pelo trabalho que desenvolve com pessoas com deficiência intelectual e múltiplas, mas esse trabalho se sente ameaçado pela incompetência e desrespeito do Senhor Cristino Gonsalves prefeito de Araioses Município do Maranhão.

Para se ter uma ideia da gravidade da situação, os profissionais cedidos pelo Município entre eles professores e agentes administrativos, estão na lista de transferência do secretário de educação Ribamar Filho, simplesmente porque a vereadora Flavia Holanda que representa a entidade rompeu com o prefeito Cristino e o mesmo em retaliação tem dispensado um tratamento humilhante a APAE.

A associação sempre teve funcionários cedidos e mantidos pela Prefeitura. Foi assim com os governos anteriores. Como Zé Tude e o da jovem prefeita Valéria Leal. Será que é a gestão do Cristino Gonçalves a ave de mal agouro da cidade? Será que as ações serão descontinuadas? A única escola que cuida das crianças com deficiência vai fechar por falta de ajuda deste governo?

Que governo é esse que deixa de prestar tão relevantes serviços a mercê de um capricho politiqueiro, privando as pessoas de receber o que é seu por direito? Qual a dificuldade de deixar esses servidores na Instituição? Que crueldade é essa deixar crianças deficientes sem professores e cuidadores sem a menor justificativa? É muito descompromisso!

É dando parte de pessoas que falam mal do seu governo, é perseguindo servidores, é atrasando salários dos profissionais que exercem papel tão nobre, é de chicote na mão, que o governo desastroso do prefeito Cristino Gonçalves que ser lembrado?

Com a palavra o senhor prefeito Cristino Gonçalves.

 

Lyra Sosa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *