Prefeito de Araioses (MA) tenta melhorar sua imagem perante população com vídeos publicitários.

Fala Prefeito

Publicado por Prefeitura de Araioses em Domingo, 22 de julho de 2018

O prefeito de Araioses resolveu investir em vídeos publicitários para melhorar sua imagem perante a opinião pública. Nos vídeos ele fala que encontrou o Município em uma situação arrasada deixada pela gestão anterior. Na verdade isso mostra o despreparo e a falta de capacidade política do Prefeito. Após dois anos e seis meses de gestão, o Prefeito vem dizer quer pegou o Município endividado. Deveria ter denunciado e tornado público os débitos deixado por seu antecessor, logo no início do seu governo. A esta altura do mandato é difícil do povo acreditar nessa história.

Não vai ser falando da gestão passada em vídeos, que o prefeito vai melhorar sua imagem negativa junto à população. Só mesmo um milagre, faria a imagem do prefeito melhorar junto à opinião pública. 

O dinheiro gasto com esses vídeos deveria ser usado para pagar as férias atrasadas dos professores. Tampar os buracos das ruas, comprar roupas de cama para o hospital Municipal entre outras medidas.

“Ficar a dica.”

“A política é talvez a única profissão para a qual se pensa que não é preciso nenhuma preparação.” Aristóteles

Lyra Sosa

Prefeitura de Araioses (MA) gasta dinheiro com marketing mostrando uma realidade bem diferente.

Há um provérbio popular de Joseph Goebbles, político alemão, se torna útil para quem faz da política um ato de enganar: “Uma mentira repetida mil vezes se torna verdade.

E é verdade!

A mentira contada por diversas vezes se torna verdade para quem acredita na inverdade de seu historiador. 

É o que vem acontecendo na cidade de Araioses (MA). O prefeito, Cristino Gonçalves, investiu muito dinheiro em um vídeo publicitário mostrando uma cidade ideal para morar com saúde, educação, segurança e inclusão social.  Uma tentativa de maquiar a situação ruim que a população vive atualmente.

Essa situação ilustra bem como a cidade tem sido tratada nos últimos anos pelos ex-gestores e agora pelo atual prefeito, que prometeu mundos e fundos nas eleições e esqueceu de cumprir o básico como educação e saúde.

Araioses está cada dia pior com um alto índice de violência. Diversas unidades escolares foram arrombadas e assaltadas devido à falta de segurança. Uma educação caótica e uma saúde de má qualidade, ruas e estradas esburacadas, asfalto se dissolvendo com chuva, animais solto nas ruas. Além disso, os bairros, povoados e distritos estão abandonados, entre tantos outros problemas.

O vídeo publicitário mostra uma realidade bem diferente da que vivenciamos. Nas redes sociais a repercussão foi grande em razão da publicidade se apresentar como uma maquiagem, com fins eleitoreiros, já que as eleições para presidente, governador, senadores e deputados se aproxima e o gestor quer promove-se. Os internautas falam que querem viver na cidade da propaganda da prefeitura, em razão da distância existente entre realidade e a publicidade

A desfaçatez é tamanha que se informa que as ruas de Araioses estão iluminadas. Uma grande piada. Uma mentira deslavada que não resiste a uma simples olhada nos bairros da cidade para se constatar o oposto disso. Nos povoados a situação é ainda pior. Porém, certamente, não entraram nas estatísticas da prefeitura.

O vídeo institucional que está sendo exibido, também tem uma música que em um dos refrães diz “já dá pra sentir uma felicidade…”. “Melhor assim dá gosto de morar aqui…” Quem dera isso fosse realidade.

Agora, sejamos justos quando no vídeo diz que o Município estava inadimplente devido à dívidas deixadas por gestores anteriores é verdade. O resto é tentar maquiar a situação.

Lyra Sosa

Prefeitura de Araioses (MA) lança Informativo

A prefeitura de Araioses começou a distribuir neste mês, nos órgãos públicos, a primeira edição do informativo “80 Anos de Araioses” que abordar as principais ações e projetos da atual administração.

A capa traz uma bela imagem da cidade as margens do rio Santa Rosa. A ideia é boa. Eu mesmo já tinha tentado implantar por duas vezes em administrações passadas, mas sem êxito. Minha ideia na época era colocar no informativo as principais ações e projetos, além da parte histórica sobre a criação do Município, a prestação de contas à população das ações e valores das verbas que entraram no Município, para que a sociedade tivesse conhecimento de como os recursos públicos são aplicados. Até mesmo porque na época a internet ainda era precária em Araioses.

A ideia é boa e será mais um importante serviço de comunicação que teremos no município a partir de agora. Desde que serva feito de forma correta. A primeira edição do informativo deixar um pouco a desejar. Não diz a tiragem dos exemplares, gráfica, quem elaborou a diagramação do Informativo, coordenação, periodicidade, telefone, e-mail… 

“A má informação é mais desesperadora que a não-informação”. Charles Colton

Lyra Sosa

Araioses-MA: Aviso Bolsa Família

A secretaria Municipal de Saúde de Araioses por meio da Coordenação Municipal do Programa Bolsa Família na Saúde, informa que o prazo para acompanhamento dos beneficiários da 1° vigência do ano de 2018 se encerra no dia 29 de junho de 2018. Então, as famílias QUE AINDA NÃO COMPARECERAM as unidades de saúde, tem até esta data para realização do acompanhamento (peso e altura).

Atenciosamente, Ana Lays Brandão Santos Silva – Coordenadora do Programa Bolsa Família na Saúde.

Ascom /

Desembargador que suspendeu a Comissão de Investigação contra prefeito de Araioses-MA, teve sua filha identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense em 2016

Segundo uma publicação de 16/09/2016 do atual7.com, Mizzi Gomes Gedeon, filha do Desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto, havia sido identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense. Veja a reportagem na integra.

“Na estranha falta de ação do Ministério Público do Estado do Maranhão e do novo chefe da Promotoria Geral de Justiça (PGJ), Luís Gonzaga Martins Coelho, para combater a imoralidade e locupletação de dinheiro público, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão promoveu a funcionária fantasma Mizzi Gomes Gedeon, pouco tempo depois de tentar barrar na Justiça a obrigação de abrir a caixa-preta de seu quadro de pessoal e de gastos diretos e indiretos.

A nomeação foi publicada nessa quarta-feira 14, no Diário Eletrônico da AL-MA, com efeito retroativo ao 1º dia de setembro.

Mizzi Gedeon, como o próprio sobrenome já revela, é filha do ex-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto, e já havia sido identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense, juntamente com outros filhos da toga, que até julho último já haviam faturado mais de R$ 1,2 milhão do erário sem precisar pisar no local de trabalho.

De acordo com o Diário da AL-MA, Mizzi pulou do cargo em Comissão, Símbolo DANS-1, de Assessor Parlamentar — onde embolsava R$ 9.707,19 (nove mil, setecentos e sete reais e dezenove centavos) e faturou quase R$ 200 mil sem precisar ir trabalhar —, para o cargo em Comissão, Símbolo Isolado-1, de Subprocurador Legislativa do Quadro de Pessoal da Casa.

O novo salário da filha do desembargador Jamil Gedeon ainda não foi revelado. Contudo, sabe-se que o novo cargo é melhor remunerado e só poderia ser ocupado por servidores efetivos, e não comissionados, e muito menos por fantasmas”. atual7.com

 

Lyra Sosa

Nota de Esclarecimento sobre FPM de Araioses

A prefeitura municipal de Araioses vem por meio deste esclarecer sobre a informação veiculada em alguns blogs de que Fundo de Participação do Município estaria bloqueado, porém conta de um erro da Receita Federal o município foi colocado injustamente na lista das cidades que tiveram seus nomes divulgados com pendências, pois a gestão municipal já havia feito o pagamento referente ao PASEP e agora refez novamente o mesmo pagamento e tendo em vista esse episódio o município irá pedir o ressarcimento junto à Receita Federal.

Dessa forma a população pode ficar tranquila, pois a gestão municipal está atenta e com agilidade já conseguiu resolver a problemática que poderia prejudicar o município.

Tesouro Nacional bloqueia FPM do município de Araioses-MA

A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou a relação dos municípios do Piauí e Maranhão que estão com o Fundo de Participação dos Municípios – FPM – bloqueados por irregularidades junto a Secretaria da Receita Federal. No total, 10 municípios do Piauí e 11 do Maranhão foram relacionados.

No Piauí estão bloqueados o FPM de Barreiras do Piauí, Cocal, Eliseu Martins, Fartura do Piauí, Lagoa Alegre, Rio Grande do Piauí, Santo Inácio do Piauí, Sebastião Barros, Socorro do Piauí e Várzea Branca.

No Maranhão, Água Doce do Maranhão, Amarante do Maranhão, Araioses, Buriti Bravo, Chapadinha, Matões do Norte, Peritoró, Santo Antônio dos Lopes, São Benedito do Rio Preto, São João do Caru e Turilândia.

Os municípios tiveram o bloqueio efetivado no dia 13 de maio, o que impede a liberação dos recursos dos dias 20 e 30 deste mês até a regularização.

Conforme previsto no Parágrafo único do Artigo 160 da Constituição Federal, o repasse do FPM está condicionado a algumas regras. Débitos com o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a inscrição na dívida ativa pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) são alguns motivos que podem acarretar a suspensão das transferências.

Lyra Sosa

Carta Aberta aos senhores vereadores do município de Araioses-MA

Caros senhores vereadores,

Vivo e moro em Araioses e exerço minhas atividades nesse Município. Tenho deveres. Pago impostos, contribuições e tarifas exigidas pelo governo. Cumpro a lei e zelo pelo patrimônio público do qual usufruo. Faço exatamente o que deve fazer todo cidadão. Mas, também, tenho direitos garantidos pela Constituição. Por exemplo, o direito de ir e vir mas como exercer esse direito se as ruas da cidade estão cheias de buracos, desníveis e lama que dificultam o livre trânsito de carros, motos e pedestres.

Gostaria de chamar a atenção dos senhores Vereadores para verem a situação dos povoados e bairros de Araioses que se encontram cheios de buracos, lama, lixos e ruas sem iluminação. Em diversas escolas da rede municipal, falta merenda escolar com frequência. Quando tem merenda falta gás de cozinha. Tem escolas que os professores estão fazendo vaquinha para comprar o botijão de gás.

Além disso, nós moradores convivemos, há anos, com a constante falta d`água em nossas residências. A situação se agravou nos últimos meses. Mesmo no período de chuvas não temos água. Quando tem água, só chega de madrugada, sem força suficiente para atingir a altura das pias.

A realidade, senhores Vereadores, é caótica para quem vive sem o abastecimento de água regular.

A nossa rotina tem sido percorrer a cidade em busca de água potável. Os poços que existem em alguns povoados e bairros são a única alternativa para algumas pessoas. Sei que os senhores não podem ordenar a execução de qualquer ação que citei acima porque compete à Prefeitura e o Governo do estado mas sei também que é a função dos Senhores fiscalizar todo e qualquer ato do poder Executivo municipal.

Vocês prometeram, distribuíram sorrisos e se elegeram. Agora já passou da hora de cumprirem o combinado e colocarem a mão na massa para melhorar a situação do Município. Lembrem-se de que vocês são os nossos representantes, trabalham para e em função do povo. Vocês são nossos empregados, bem pagos para cuidarem do bem comum, do patrimônio público que é de todos nós.

Espero que os senhores vereadores parem de jogar para a plateia e queiram de fato fiscalizar o poder Executivo. Ficar discursando, falando mal do Prefeito não vai resolver os problemas existente em nosso Município. Terão que ter coragem de fazer o que é preciso e não o que agrada a vocês. Infelizmente, se forem fazer somente o que agrada a vocês. Provavelmente nunca farão o que é preciso.

Há um ditado popular que diz que “de boas intenções o inferno está cheio”. Precisamos de ações eficazes, de medidas transformadoras. E isto agora está nas mãos dos senhores, pois como todos dizem, daqui pra frente os senhores possuem o poder da caneta. Enfim, esperamos por dias melhores!

Ressalto a célebre frase do filósofo francês Jacques Rousseau: “O Poder Legislativo pertence ao povo, e não pode pertencer senão a ele”.

Gostaria desde já, agradecer imensamente atenção dos Senhores.

Atenciosamente,

Lyra Sosa

Nota de Esclarecimento da Prefeitura Municipal de Araioses sobre o Pasep

A Prefeitura Municipal de Araioses preocupada com os direitos de seus servidores vem a público esclarecer que informou a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano base de 2017 na data de 23 de março de 2018 como consta em documento em anexo estando o município devidamente dentro do prazo legal de entrega para que o servidor tenha direito ao PASEP.

O PASEP é um benefício dado a servidores públicos de todo o país. Ele foi criado em 1970 para que os trabalhadores brasileiros que recebem até dois salários mínimos recebam o abono salarial.

Tem direito a receber, no valor de um salário mínimo, o trabalhador que está cadastrado no PASEP a pelo menos 5 (cinco) anos; tenha recebido, em média, até 2 (dois) salários mínimos mensais no ano-base que for considerado para a atribuição do benefício; tenha trabalhado, pelo menos 30 (trinta) dias no ano-base considerado, consecutivos ou não, para empregador contribuinte do PASEP e tenha sido informado corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do ano base considerado.

O fato de uma postagem em um blog local se referindo que a Gestão Municipal não haveria informado a RAIS tem gerado especulações e inverdades a respeito do procedimento obrigatório por parte desta Prefeitura.

Declaramos expressamente que esta Prefeitura está empenhada em resolver as pendências que foram deixadas por gestões passadas.

Diante disto esperamos que o blogueiro regule sua irresponsabilidade e incompetência em informar algo inverídico sem mostrar as devidas documentações comprobatórias, causando transtornos nas repartições públicas do município com servidores que tiveram de se deslocar de longe devido a uma postagem irresponsável.

Secretaria de comunicação.