Prefeitura de Araioses (MA) lança Informativo

A prefeitura de Araioses começou a distribuir neste mês, nos órgãos públicos, a primeira edição do informativo “80 Anos de Araioses” que abordar as principais ações e projetos da atual administração.

A capa traz uma bela imagem da cidade as margens do rio Santa Rosa. A ideia é boa. Eu mesmo já tinha tentado implantar por duas vezes em administrações passadas, mas sem êxito. Minha ideia na época era colocar no informativo as principais ações e projetos, além da parte histórica sobre a criação do Município, a prestação de contas à população das ações e valores das verbas que entraram no Município, para que a sociedade tivesse conhecimento de como os recursos públicos são aplicados. Até mesmo porque na época a internet ainda era precária em Araioses.

A ideia é boa e será mais um importante serviço de comunicação que teremos no município a partir de agora. Desde que serva feito de forma correta. A primeira edição do informativo deixar um pouco a desejar. Não diz a tiragem dos exemplares, gráfica, quem elaborou a diagramação do Informativo, coordenação, periodicidade, telefone, e-mail… 

“A má informação é mais desesperadora que a não-informação”. Charles Colton

Lyra Sosa

Araioses-MA: Aviso Bolsa Família

A secretaria Municipal de Saúde de Araioses por meio da Coordenação Municipal do Programa Bolsa Família na Saúde, informa que o prazo para acompanhamento dos beneficiários da 1° vigência do ano de 2018 se encerra no dia 29 de junho de 2018. Então, as famílias QUE AINDA NÃO COMPARECERAM as unidades de saúde, tem até esta data para realização do acompanhamento (peso e altura).

Atenciosamente, Ana Lays Brandão Santos Silva – Coordenadora do Programa Bolsa Família na Saúde.

Ascom /

Desembargador que suspendeu a Comissão de Investigação contra prefeito de Araioses-MA, teve sua filha identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense em 2016

Segundo uma publicação de 16/09/2016 do atual7.com, Mizzi Gomes Gedeon, filha do Desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto, havia sido identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense. Veja a reportagem na integra.

“Na estranha falta de ação do Ministério Público do Estado do Maranhão e do novo chefe da Promotoria Geral de Justiça (PGJ), Luís Gonzaga Martins Coelho, para combater a imoralidade e locupletação de dinheiro público, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão promoveu a funcionária fantasma Mizzi Gomes Gedeon, pouco tempo depois de tentar barrar na Justiça a obrigação de abrir a caixa-preta de seu quadro de pessoal e de gastos diretos e indiretos.

A nomeação foi publicada nessa quarta-feira 14, no Diário Eletrônico da AL-MA, com efeito retroativo ao 1º dia de setembro.

Mizzi Gedeon, como o próprio sobrenome já revela, é filha do ex-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto, e já havia sido identificada como funcionária fantasma do Poder Legislativo maranhense, juntamente com outros filhos da toga, que até julho último já haviam faturado mais de R$ 1,2 milhão do erário sem precisar pisar no local de trabalho.

De acordo com o Diário da AL-MA, Mizzi pulou do cargo em Comissão, Símbolo DANS-1, de Assessor Parlamentar — onde embolsava R$ 9.707,19 (nove mil, setecentos e sete reais e dezenove centavos) e faturou quase R$ 200 mil sem precisar ir trabalhar —, para o cargo em Comissão, Símbolo Isolado-1, de Subprocurador Legislativa do Quadro de Pessoal da Casa.

O novo salário da filha do desembargador Jamil Gedeon ainda não foi revelado. Contudo, sabe-se que o novo cargo é melhor remunerado e só poderia ser ocupado por servidores efetivos, e não comissionados, e muito menos por fantasmas”. atual7.com

 

Lyra Sosa

Desembargador volta a suspender Comissão de Investigação contra prefeito de Araioses-MA

O embate entre o prefeito de Araioses -MA, Cristino Gonçalves e a Câmara de Vereadores, ganhou novo capítulo. Na quarta-feira, 30 de maio, o desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão, Jamil de Miranda Gedeon Neto, determinou a suspensão da Comissão de Investigação e Processante (CIP) instalada pela Câmara de Vereadores de Araioses que apura denúncia de Improbidade Administrativa contra o prefeito.

A decisão ocorreu, no dia 30 de maio, nos autos do Agravo de Instrumento nº 080-4098-15.2018.8.10.0000

Lyra Sosa